Rede Articul@ções

Articulações possui cinco vertentes que ilustram as nossas atividades nas escolas, na formação de profissionais, cursinhos, eventos e pesquisas. Algumas se constituíram projetos autônomos devido à sua expansão: (i) ARTICULA ESCOLAS (Pibic-ensino médio) e (ii) ARTICULA CURSINHOS.

A pesquisa da REDE visa agregar os diferentes grupos de pesquisa das diferentes universidades e Programas de Pós-Graduação.

MISSÃO

gerar aproximação e interação entre os 4 segmentos:

(i) universidades,

(ii) escolas (básicas, técnicas e profissionais), serviços de saúde e do meio ambiente,

(iii) sociedade - representada pela comunidade local, entidades e movimentos sociais e

(iv) Poderes Públicos Educacional, da Saúde, da Segurança e do Meio Ambiente, através das Secretarias Municipais, Diretorias de Ensino, Conselhos, Fóruns, entre outros.

Articulando a pesquisa com a prática

No Projeto Articul@ções você conseguirá articular a pesquisa com as práticas. Venha ver mais sobre!


FINALIDADES E OBJETIVOS

Finalidades:

  • Desenvolvimento pessoal e profissional individual e coletivo dos membros da rede Articul@ções

  • Difusão da perspectiva articuladora da pesquisa com as práticas

  • Construção de conhecimentos articulados e colaborativos

  • Produção de aplicações tecnológicas

  • Inovação e impacto social


Objetivos:


  • Articular a pesquisa e as práticas na Educação Básica e no Ensino Superior através da construção de conhecimentos articulados que são construídos de forma colaborativa sem a hierarquização dos membros e conhecimentos produzido pelos cientistas-pesquisadores em relação ao conhecimento produzido pelos práticos-experientes (inclusive dos aposentados).


  • Realizar ações de intervenção colaborativa em diferentes contextos através dos 5 projetos articuladores e projetos parceiros.

SEJA UM ARTICUL@DOR!

Se interessou? Leia mais sobre as vantagens e benefícios de se tornar um articulador junto conosco!


Nossos Princípios

1. Não hierarquia entre os membros e gestão democrática, colaborativa e participativa - conhecimentos e práticas não devem ser hierarquizados. Atividades serão decididas por todos os articuladores representados no conselho articulador;

2. Contrapartidas e transparência dos interesses – compromisso dos indivíduos e coletivos na explicitação dos motivos da sua participação na rede;

3. Compromisso na divulgação das atividades (apartidárias e laicas) dos parceiros - promoção das instituições/entidades;

4. Negociação frequente de objetivos e interesses comuns – priorizando a sustentabilidade da rede

5. Respeito à diversidade do perfil dos membros - práticas, conhecimentos, exigências de carreiras e profissões (disponibilidade de horários, cobrança por publicação, linguagem, membros pertencentes à rede pública ou privada; etc.);

6. Divulgação e impacto das pesquisas nos locais de coleta de dados – compromisso ético com o participante e/ou instituição envolvida na pesquisa

7. Abertura para novas aprendizagens através do trabalho colaborativo - partilha de saberes, conhecimentos, práticas, dificuldades, dúvidas, inquietações e conquistas.

8, Comprometimento com projetos sociais (valores humanos) - desenvolvimento de soft skills voltado para o trabalho coletivo de natureza colaborativa

PRÊMIOS

1) Prêmio de melhor pôster no Evento internacional VPCT/2018 (A Voz dos Professores de Ciências e Tecnologia) em Portugal no âmbito do articula escolas - relato de uma atividade de educação ambiental realizado numa escola parceira e que está a ser adaptado pelos articuladores para a concretização nas escolas de Diadema


2018 – Candiani, A., Candiani, G., Cruz, E. “Percepções e diálogos sobre água e meio ambiente na escola”, VPCT2018 – A voz dos professores de C&T Encontro Internacional, Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro - Vila Real, Portugal, de 08 a 10 de novembro de 2018. Artigo completo disponível nas p. 657 – 663 em http://vpct2018.utad.pt/wp-content/uploads/2018/12/VPCT2018-Atas-ISBN_2018_12_18_final.pdf

2) Menção honrosa DA Prefeitura de Diadema no final de 2017